Sobre o ijovem

Instituto para Qualificação e Inserção Profissional – iJOVEM é uma Organização da Sociedade Civil sem fins lucrativos que tem como objetivo desenvolver ações concretas para qualificação profissional e inserção de jovens e adolescentes no mercado de trabalho.

Os jovens e adolescentes no Brasil, como em qualquer economia do mundo, tem uma grande dificuldade de ingresso no mercado de trabalho. O iJOVEM será o porta voz e o meio adequado e legal de facilitar o acesso de jovens e adolescentes na sua primeira experiência de trabalho, através do cadastramento, da seleção, da matrícula, do treinamento em programas de qualificação e acompanhamento.

A regulamentação para inserção de jovens e adolescentes foi criado pelo Governo Federal através da Lei No. 10.097/2000 sendo regulamentada em 2005, pelo Decreto No. 5598.

Pensando nesse mercado de trabalho para jovens e adolescentes, o iJOVEM inicia as suas atividades em convênios com empresas e instituições públicas, com o compromisso social de contribuir para transformação na vida do jovem e colaborar para o exercício da cidadania no nosso pais.

Justificativa do programa

O Programa de aprendizagem do iJOVEM tem por objetivo trazer grande contribuição para a inserção de jovens com idade entre 14 e 24 anos no mundo do trabalho. A implementação do programa será pela Associação para Inserção de Jovens- iJOVEM, baseado na lei da aprendizagem.

O iJOVEM tem como proposta trabalhar de forma conjunta para que o jovem possa ter uma formação de qualidade tanto na entidade capacitadora como na realização das atividades práticas na empresa.

Nesse sentido, caberá à entidade capacitadora, executar os programas de aprendizagem ministrando os conteúdos teóricos, avaliar o processo de aprendizagem, manter relação estreita com a empresa e o adolescente, garantir articulação e complementaridade entre aprendizagem teórica e prática. Será de responsabilidade da empresa, na qual o jovem exercerá suas atividades práticas, orientar, acompanhar, colaborar com o monitoramento de atividades e avaliar o processo.

Essa parceria proporcionará ao jovem maior desenvolvimento de suas competências e habilidades, como também garantia de uma boa formação.

Ao escolher o currículo do Programa, buscou-se selecionar assuntos que possibilitem ao aprendiz o desenvolvimento da sua cidadania, a compreensão das características do mundo do trabalho, e o desenvolvimento de suas competências pessoal, relacional, 4 cognitiva e produtiva, trazendo uma abordagem interdisciplinar do conhecimento e conceitos transversais como: diversidade cultural, protagonismo, sexualidade, drogas, ética e cidadania, preconceito, meio ambiente, empreendedorismo, entre outros.